terça-feira

não sei o titulo .

O horizonte é mesmo a alguns quilómetros de nós , o tempo está a piorar e no deserto que me encontro as tempestades de areia cada dia que passam estão a ser maiores deito-me na ilusão que venhas para ficar , pois tu vens e não ficas é o que sinto mas julgo que até tens vontade de deitar o teu corpo suave na areia junto ao meu e ficar ali algum tempo que seja . O Sol já se encontra de partida e eu continuo a espera , não me canso nunca de olhar as estrelas , então estarei mais uma noite a admira-las como te admiro todos os dias que passo por ti , mas elas só brilham ao meu olhar durante a noite tu brilhas ao olhar do meu mundo a toda a hora é o que sei .Tenho a paciência de procurar para qual dos lados é o teu caminho , de onde vens e com quem vais , assusto-me por momentos com o que faço sinto-me uma autentica criança . Tu dizes que não , mas eu acho que sim pois isso é que leva a ruína das muralhas que protegem o meu recinto escondido e intrigado do mundo .
A viola que tinha cordas muito afinadinhas , e que tocava com espanto hoje não toca nem mais uma nota , penso que quer que tudo seja feito no silencio de nós dois .

5 comentários:

  1. 'pois tu vens e não ficas é o que sinto mas julgo que até tens vontade de deitar o teu corpo suave na areia junto ao meu e ficar ali algum tempo que seja .' O que isto me diz *

    ResponderEliminar
  2. R de Rei, R de Rainha, R de Reinar *

    ResponderEliminar